California

Dia 12: Los Angeles (California - EUA) - O perrengue continua! Do you have any rooms available?

quinta-feira, janeiro 05, 2012

Esta era a pergunta do dia, em 27 de setembro de 2011, na cidade de Los Angeles.

"Você tem algum quarto disponível?" era a primeira coisa falávamos quando nos atendiam nas dezenas de hotéis para os quais ligamos.

Quando saímos do terrível Hollywood Historic Hotel, fomos para Beverly Hills, dar uma olhada em dois hotéis baratos (90 dólares era o menor preço da diária por ali), que vimos no Booking.com: o Beverly Inn e o Roadway Inn.
Os dois eram terríveis! Sentamos na calçada para pensar no que fazer e gravamos um vídeo:


Decidimos rodar a cidade de carro e bater de porta em porta. Chegamos em um, ainda em Bervely Hills, na Santa Monica Blvd, chamado Beverly Star (que eu não achei na internet por nada nesse mundo). Havia um japonês, meio mexicano, meio sei lá-o-quê, na recepção, que não entendia nada do que a gente falava. Aliás, é muito comum você encontrar gente morando e trabalhando no Estados Unidos, sem saber falar inglês. Bizarro, mas é verdade. Custava 90 dólares a diária e, quando vimos que as toalhas do quarto estavam furadas, demos no pé. Assim, pra pagar R$ 180,00 por um quarto, eu exijo o mínimo de limpeza, conforto e organização. Senão eu fico em albergue (também não. Detesto!).

Fomos para Santa Monica e, no caminho, vimos um hotel chamado Ocean Park Hotel, que tinha diárias a partir de 90 dólares. 
- Podemos ver o quarto?
- Claro - disse o cara da recepção.
Chegando lá...
- Mas cadê o banheiro?
- O banheiro é compartilhado. Fica naquele corredor ali.

Oi? Banheiro compartilhado? Mas nem a pau! Quando estávamos saindo, vimos uma plaquinha com um aviso de "área de alta radioatividade. Perigo de contaminação". Nossa! Tchau MESMO!

Então, demos uma volta por Santa Monica, pra tentar encontrar alguma coisa, e...


Caímos em Venice Beach. Lá, achamos uma Starbucks e (oba! Wi-fi!) procuramos mais hotéis no Booking.com. Não encontramos nada decente dentro do nosso limite de dinheiro (máximo de US$ 100 por diária), então, entramos no Skype para pedir de novo a ajuda do nosso amigo gringo. 
Como se não bastasse tudo isso, acabou a bateria do meu notebook. Só me restava o celular. O Barry ficou de ver um hotel para nós e nos ligar na sequência. 
Tomamos um iogurte e ele ligou. Já era tarde, umas 14h. Disse para irmos à Valencia (Santa Clarita), outra cidade do condado de Los Angeles, onde ele morava.
Muito bem, veja o que aconteceu:


Depois de algumas horas paradas no trânsito de Los Angeles, chegamos em Valencia. Como contei no vídeo, nosso amigo Barry conseguiu um quarto no Hyatt por 90 dólares. Maravilha! Um hotel cinco estrelas pelo mesmo preço de um lixão em Beverly Hills!


Perdemos um dia inteiro. Perdemos também um jantar que marcamos com outros amigos de Los Angeles, às 18h em Pasadena. Mas tudo bem, estávamos seguras, podendo tomar um banho quentinho, no conforto de um quarto lindo e maravilhoso, e livres da maldição de Los Angeles.

Beijos,



Você também poderá gostar de:

0 comentários

Receba o #SinTrip por email



Curta o #SinTrip no Facebook