Leve com Você

Como relaxar no avião

segunda-feira, junho 04, 2012

O post mais acessado deste blog é o "Medo de avião: eu não nasci para voar", onde contei sobre meu pânico ao embarcar. Isso prova que o que eu disse sobre o medo de avião ser um dos mais comuns entre as pessoas, é a mais pura verdade. E é por isso que resolvi escrever mais uma vez a respeito e contar como eu estou superando este pavor.
Quando compartilhamos nossos medos com amigos, parentes, especialistas, profissionais etc, aprendemos e refletimos melhor sobre eles e, consequentemente, fazemos com que eles diminuam.

Um médico me explicou porque sentimos tontura e moleza nas pernas e braços quando estamos com medo. Eu não sabia, mas o medo nos faz respirar muito mais rápido que o normal e, por isso, a oxigenação no cérebro diminui. Ela se concentra em nosso abdômen e deixa faltar nas outras partes do corpo. Foi aí que comecei a prestar mais atenção em mim nesses momentos. A respiração é tudo nessas horas. Tanto que, quando estamos nervosos, alguém sempre nos diz "respire fundo e conte até dez". Se não respiramos corretamente, perdemos a cabeça e deixamos que a situação externa tome o controle e nos domine.
Uma boa dica para quem não consegue controlar a respiração nos momentos de pânico é usar um saco de papel, daqueles de pão. Coloque o saco de papel na boca e respire ali dentro. Não tenha vergonha de andar com um desses na bolsa, na hora de viajar, não. Vergonha é roubar e não poder carregar, já diziam nossos avós.

De um tempo pra cá, após conversar com muitas pessoas diferentes sobre este assunto, enfiei na minha cabeça que eu não poderia mais ter medo, custe o que custasse. Como eu queria conhecer o mundo se, toda vez que eu entrava em um avião, meu coração disparava e eu caía no choro? Não dava mais pra ficar me torturando assim.

A primeira regra para quem tem medo de avião é viajar com alguém próximo e que respeite o seu medo. Não adianta viajar com aquele irmão mala que vai ficar o tempo inteiro te zoando. A Ana, que é minha melhor amiga, me acalma, me manda respirar fundo, segura minha mão e me faz confiar que está tudo bem.

Outra coisa importante é saber como funciona um avião para que você não se assuste com qualquer barulhinho estranho ou balanço. Você sabia que o motor de um avião pode falhar várias vezes que isso não fará com ele caia? É preciso um conjunto de muitos, mas muitos fatores (externos e internos) para que um avião perca o controle. Converse com um piloto, leia a respeito e pare de achar que todo barulho é sinal de que chegou a sua hora.

Dia desses, bati um papo com um piloto sobre o meu medo. Um comportamento bem comum entre os passageiros com este sentimento é se fechar para tudo e sequer procurar se distrair. Tem gente que não consegue nem se mexer no assento do avião, não olha para os lados, não come, só fica se torturando e sofrendo com os próprios pensamentos. Eu mesma já agi assim.
Então ele aconselhou: "tire proveito do seu voo". Mas como?

Não é todo dia que você tem algumas horas para relaxar e não se preocupar com assuntos de trabalho, problemas etc. Pense que aquelas horas são suas e aproveite o tempo.
Está enrolando para ler aquele livro novo porque ainda não teve uma horinha livre? Pois, então! Aproveite!


Eu, em minha bagagem de mão, levo alguns itens que considero fundamentais para minhas viagens de avião. Se você tem alguma religião, leve um amuleto. É legal você lembrar que tem um "apoio" espiritual. Eu não viajo sem meu terço, por exemplo. Rezo e me acalmo.

Também sempre deixo meu guia de viagens perto de mim. No avião, consigo explorar as páginas, grifar as coisas que pretendo fazer, anotar os restaurantes que não posso deixar de ir etc.

Outro item indispensável para mim é o apoio para o pescoço. Dificilmente os assentos dos aviões são confortáveis se você não estiver na primeira classe ou na classe executiva. Os dos voos domésticos, então, nem se fala! Os internacionais ainda têm aquela "aba" que segura a sua cabeça, mas isso não impede que você caia pra frente, se pegar no sono. É por isso que acho que aqueles apoios infláveis, apesar de não ocuparem espaço na mala, são toscos. Esses só seguram sua cabeça para os lados.
Finalmente encontrei um tipo que não me deixa cair pra frente quando durmo: tenho usado a Almofada Massageadora Abracinho, da Imaginarium, porque ela abraça o pescoço inteiro. Além de fazer uma massagem delícia para relaxar naqueles voos tensos e demorados, evitando aquelas dores no pescoço que temos quando dormimos sentados.


Também levo comigo meu iPhone (no modo avião, por favor!) ou iPod, pra ouvir umas musiquinhas. Uma coisa bacana pra quem tem medo é levar aquele tampão de ouvido (que se usa em obra mesmo), pra não ouvir a barulheira do avião. Mas, se você tiver um headfone bacana, que abafe o som externo, melhor ainda!

Não fique pensando bobagem, respire direitinho e aproveite a viagem. A superação do medo só depende de você.

Beijo,

Você também poderá gostar de:

5 comentários

Receba o #SinTrip por email



Curta o #SinTrip no Facebook