Leve com Você

Livemocha: estude antes de viajar

terça-feira, julho 10, 2012

Aprender um novo idioma "depois de grande" não é tão fácil, ainda mais se não for na raça, morando em outro país, fazendo um curso no exterior ou trabalhando com estrangeiros.

Nunca estudei nenhum idioma a fundo. Aprendi o básico do Inglês sozinha e na escola, depois acabei fazendo um curso de quatro meses, que me ajudou um pouco mais. O que sei do Espanhol aprendi ouvindo Alejandro Sanz, Luis Miguel e otros cantantes
Há algum tempo, contratei um professor particular de Francês porque enfiei na cabeça que eu precisava aprender este idioma. Não aguentei mais que três meses de curso. O cara era nativo e não entendia o que eu perguntava em português -- e aquilo me irritou um bocado.
O mesmo aconteceu com o Árabe que eu e a Ana começamos a estudar quando voltamos do Oriente Médio. O "brofessor" não entendia o que queríamos e a aula ficou muito chata e muito difícil para nós.

Eu sempre gostei de estudar sozinha, ouvindo fita K-7 de curso da Editora Globo, mas hoje em dia não está fácil encontrar tempo (nem toca-fitas) para fazer esse tipo de curso.
Como passo o dia inteiro no computador, tanto trabalhando (atuo em Comunicação Digital) quanto nas horas vagas, e sou totalmente viciada em Internet, acabei encontrando uma maneira de estudar, sempre que sobra um minutinho: através do Livemocha.

Apesar de existir desde 2007 e ter mais de 14 milhões de usuários, conheço muitas pessoas que nunca ouviram falar deste site. Se você é uma delas, atente para este post.

O Livemocha é uma rede social, uma comunidade, na qual podemos adicionar pessoas de qualquer lugar do mundo para aprendermos, com elas, seus idiomas e ensinarmos o nosso (ou qualquer outro idioma que saibamos com fluência). Funciona assim:

Após fazer o cadastro (faça o login com o Facebook para facilitar), você escolhe o idioma que quer aprender e abre duas opções de curso: a que você deve comprar com as moedinhas do Livemocha ou o  grátis. Escolha sempre a segunda opção primeiro. A cada estágio completado, você receberá moedinhas e poderá comprar o outro curso.


O Livemocha possui cursos de Árabe (não recomendo*), Búlgaro, Catalão, Tcheco, Holandês, Inglês, Esperanto, Estoniano, Persa, Finlandês, Francês, Alemão, Grego, Hebraico, Hindi, Húngaro, Islandês, Indonésio, Italiano, Japonês, Coreano, Letão, Lituano, Mandarim Chinês, Norueguês, Polonês, Português, Romeno, Russo, Sérvio, Eslovaco, Espanhol, Sueco, Turco, Ucraniano e Urdu.
*Não recomendo nenhum idioma em que o alfabeto não seja o ocidental (o nosso). Os cursos não ensinam os caracteres e partem da premissa que você já os sabe.

Ao dar início ao curso básico (prefira os de língua latina), você receberá exercícios de áudio e escrita, que lhe darão pontos (Mochapoints) e o direito de destravar as próximas etapas. Ao final de cada etapa, você deverá escrever uma pequena redação e gravar um áudio para testar sua pronúncia. Em seguida, deverá enviar o texto e o áudio para revisão, que pode ser feita por usuários nativos ou por professores. Para que a revisão seja feita por professores, é preciso pagar -- coisa que não acho necessária no começo.
Você saberá que seus exercícios foram revisados quando receber mensagens dos usuários. Ao acessar os links dos exercícios, verá todas as revisões, correções, notas e observações.


E da mesma maneira com que os usuários corrigem seus exercícios, é bom que você corrija os dos que estão aprendendo seu idioma. Além de ajudar, você receberá mais Mochapoints e pontuação como professor. 


Quando você finaliza um curso, tem direito até a baixar um certificado de conclusão!


Sou apaixonada pelo Livemocha. Acho que é a rede social mais útil que já inventaram. Não sei se dá pra chegar a uma fluência em algum idioma, mas se você quer aprender o básico para se virar quando chegar em outro país ou se você precisa apenas praticar, dedique-se aos cursos do Livemocha. E às novas amizades também. Já tenho vários usuários no Skype, com quem converso de vez em quando. Não há maneira melhor de se praticar um novo idioma que conversando com nativos. ;)

Fica aí a minha dica.
Bom estudo!

Beijos,


Você também poderá gostar de:

5 comentários

Receba o #SinTrip por email



Curta o #SinTrip no Facebook