#SinTrip

Dia 12: São Paulo - No samba, Você vai se quiser

segunda-feira, setembro 17, 2012

Muita calma nessa hora. Não é um título mal educado, muito menos mal escrito. Hoje vou contar como é um dos sambas mais tradicionais de São Paulo, o Você vai se quiser. O "samba da Praça Roosevelt", como é carinhosamente conhecido pelos paulistanos, fica em uma rua sem saída entre as ruas Consolação e Augusta, mas é super fácil chegar. Criado há oito anos, o bar de Graça Braga é reduto do samba da capital e reúne, semanalmente, amigos, músicos, puxadores e compositores apaixonados pelo ritmo mais brasileiro de todos.

Vista privilegiada do bar Você vai se quiser <3
No último sábado, dia 15, comemorei meu aniversário por lá e só posso dizer uma coisa: voltarei. Já faz tempo que escuto falar do lugar, da feijoada e, principalmente, da música, mas nunca tirei tempo para me planejar e conhecer. Antes tarde do que nunca!

Clima do bar, que começa a lotar a partir das 14h30.

O esquema é simples, com mesas e cadeiras de plático, sem frescura e não é caro. Veja, há couvert artístico e aos sábados é R$ 20, mas já adianto que vale a pena. O samba, de altíssima qualidade, começa pontualmente às 16h e vai até às 21h, mas, se quiser comer a feijoada sugiro fazer reserva e chegar cedo. Depois das 14h30 o bar começa a lotar e não há mesas disponíveis para todos. Eu tinha lido em todos os lugares que não podia fazer reserva e, para a minha surpresa, ao chegar, tinha um monte de reserva -- o esquema foi retomado há algumas semanas. :( O jeito foi sentar no sol de 78º C, tomar uma cerveja e relaxar.

Saúde! :D
Para começar, pedimos uma feijoada pequena (tem P, M e G) e sobrou! No combinado bem a feijoada com paio e carne seca, arroz, bisteca, banana frita, couve, farofa e molhinho apimentado de feijão. Ah sim, e um toucinho delícia que tinha até pelinho. <3 Tudo isso por R$ 28. O preço máximo é R$ 42 e a G é uma senhora porção, deve dar para cinco pessoas.


Depois das 16h começa a ficar complicado comer feijoada, então, opte pelas porções. Comemos frango à passarinho, coxinhas, linguiça e pastel, e tudo foi muito bem servido. O preço das porções varia entre R$ 15 e R$ 25. A cerveja (Original, Brahma, Skol e Itaipava), vendidas em garrafa (R$ 6,50), podem ser colocadas em um panelão com muito gelo. Glamour! Depois das 19h acabam, daí, só latinha (Brahma e Skol). As caipirinhas também são uma delícia, muito bem feitas e custam entre R$ 11 e R$ 16, dependendo da bebida que você escolher. Ah sim, o serviço é meio enrolado, porque tem poucas pessoas atendendo. Percebemos que, quando lota, o esquema é pedir direto no balcão e depois retirar. Não dá para esperar a garçonete levar e ela não fará isso.

Tudo  isso, ao som de um ótimo samba e, em um determinado ponto da tarde, a Graça, proprietária e nome consagrado do samba paulistano, vai até o palco para cantar. Nossos ouvidos agradecem!


Fica aqui, então, a dica para um fim de semana memorável, caso você goste de simplicidade, comida gostosa, gente sorrindo o tempo todo e boa música. É, o Brasil é demais, mesmo. :)

Serviço:
Bar Você vai se quiser
Rua João Guimarães Rosa, 241 - Consolação
(11) 3129-4550
Quintas (19h à 1h) e sábados (13h às 21h): R$ 20 / Sextas (19h à 2h): R$ 10
Aceita todos os cartões
Aceita reservas

Até mais!

Você também poderá gostar de:

2 comentários

Receba o #SinTrip por email



Curta o #SinTrip no Facebook