Argentina

Review: hotéis em Buenos Aires (Argentina)

segunda-feira, setembro 10, 2012

Seguindo a série do meu último texto, sobre os hotéis em que nos hospedamos, faço agora uma avaliação sobre nossas experiências com hotéis em Buenos Aires, na Argentina.

Como sempre, buscamos por hotéis honestos, limpinhos e que não agridam nossos bolsos. Não ligamos para luxo, mas é claro que não queremos lixo. Dá pra encontrar muita coisa boa por um preço bom. E, para mim, o melhor custo-benefício que já tive em Buenos Aires, foi o Forcadell Apartments, no Microcentro. 


Não foi super barato, mas valeu a pena. Pagamos US$ 489,05 por cinco diárias, para duas pessoas (aproximadamente R$ 176,00 por dia), na reserva que fiz pelo Easy Click Travel. O Forcadell Apartments é um apart hotel, com apês grandes e completos, com cozinha, sala, quarto, banheiro... O que eu fiquei tinha dois dormitórios, um com cama de casal e outro com duas de solteiro (dá pra dar festinha!); uma sala grande com sofá e poltronas; uma cozinha e uma salinha de jantar. 
A única coisa que não achei incrível foi o banheiro. Além de ter uma porta (de vidro) que não trancava, eu sempre inundava o piso quando tomava banho. Fora o escorregão que tomei na banheira, mas isso não é culpa do hotel. :P
A localização é ótima: o prédio, clássicão e histórico, fica na esquina das ruas Suipacha e Tucumán (a quatro quadras do meio da Calle Florida). O legal de ficar por ali é que dá pra fazer tudo a pé!
O café da manhã continental foi o mais completo que vi entre os hotéis que fiquei em Buenos Aires (eu até "roubava" coisinhas pra comer no quarto. Haha). E o atendimento, impecável. Os recepcionistas nos ajudaram com os passeios e nem precisamos falar espanhol (eles entendiam -- e até arriscavam falar -- português). 

Avaliação (de 0 a 10)
Segurança: 9
Limpeza: 9
Conforto: 9
Localização: 9
Atendimento: 10
Preço: 9
Geral: 9
Obs.: Wi-Fi gratuito, frigobar e quarto para fumantes.

Para nos hospedarmos no hotel San Antonio, também no Microcentro (Paraguay, 372), fizemos a reserva pelo Booking.com e pagamos US$ 52.53 (sem as taxas). Oh, yes! Baratíssimo, principalmente pelo que o hotel ofereceu. 
A localização é boa, numa área bastante movimentada, perto do Puerto Madero, e a poucas quadras da Calle Florida. O atendimento não teve nada de super especial mas o pessoal foi gentil. 
Nosso apartamento tinha dois dormitórios (um com cama de casal e outro com duas de solteiro) e um banheiro apertadinho e sem janela.


O único problema do hotel é que, assim como a maioria dos prédios de Buenos Aires, por serem antigos e possuírem as paredes finas, ouve-se tudo o que acontece no corredor e nos outros quartos. Tanto que tomamos bronca por falarmos alto demais (imagina!).
No geral, o hotel é bacana. O café da manhã (incluso na diária) foi de bom tamanho, e as camas eram bem confortáveis. 

Avaliação (de 0 a 10)
Segurança: 8
Limpeza: 9
Conforto: 9
Localização: 8
Atendimento: 8
Preço: 10
Geral: 8
Obs.: Wi-Fi gratuito. Não possui quarto para fumantes (só pode fumar fora do hotel) e não há frigobar nos quartos.

O hotel mais barato em que ficamos na vida foi o hotel Milán, no Centro (Montevideo, 337), pelo qual pagamos US$ 30 (é isso mesmo!), numa promoção relâmpago do Booking.com
O quarto era o menor do mundo, com duas caminhas e um banheiro em miniatura. Mas, de verdade? Por este preço, valeu a pena. 
A localização não é grandes coisas. Fica no centro da cidade, mas não muito perto dos pontos turísticos. Não me senti muito segura naquela região, mas não tivemos problema, já que não ficamos passeando a pé. 


O café da manhã, que estava incluso na diária, era de bom tamanho, considerando o preço da estadia. No fim, se estiver em uma viagem on a budget e conseguir as diárias por este valor, o Milán vale a pena. Baratinho e honesto. :)

Avaliação (de 0 a 10)
Segurança: 6
Limpeza: 8
Conforto: 7
Localização: 7
Atendimento: 9
Preço: 10
Geral: 7
Obs.: Wi-Fi gratuito (que não pegava em nosso quarto). Não possui quarto para fumantes (só pode fumar fora do hotel) e não há frigobar nos quartos.


Beijos,

Você também poderá gostar de:

8 comentários

Receba o #SinTrip por email



Curta o #SinTrip no Facebook