Cuba

Em Cuba será diferente

quarta-feira, outubro 03, 2012

A Ana e eu temos conversado muito sobre como vamos nos virar em Cuba e, em uma de nossas longas conversas, decidimos fazer diferente. 

Lemos e ouvimos mil informações e opiniões distintas sobre esse país, mas nada nem ninguém nos deixou 100% seguras quanto ao dinheiro que vamos gastar. E justamente por isso tem sido muito difícil planejar e calcular os gastos da viagem, como mostrei aqui
Estamos indo para praias do Caribe e poderíamos muito bem nos hospedar em um lindo resort e curtir o sol, numa areia branquinha e mergulhando em águas cristalinas. Porém, lendo e relendo as atrações cubanas que o guia da Lonely Planet listou, vimos que ficar em um resort não faz o menor sentido (para nosso estilo de viagem, claro!). 


Queremos viver Cuba, respirar Cuba. Decidimos, então, que faremos o nosso primeiro mochilão e tentaremos sobreviver com pouquíssimo dinheiro. Isso porque já lemos e relemos que os estabelecimentos cubanos não aceitam cartão de crédito e não vamos sacar nenhuma grande quantia (oi, né?). Ainda não sabemos o que vamos fazer, em que cidades vamos ficar, onde vamos nos hospedar, e já estamos a duas semanas do embarque. 

As informações jogadas na internet estão muito, mas muito fracas, e os amigos que foram não fizeram o tipo  de viagem que pretendemos. Se não fosse o guia, não saberíamos nem 10% do que estudamos. Taí a importância comprovada de que um guia de viagem é fundamental. E a Ana já falou disso aqui.

Como sempre narramos nossos preparativos, além do diário de bordo e de nossas opiniões pós-viagem, achamos que estávamos em falta com o planejamento desta viagem, no blog. É que, na verdade, estamos em falta com o planejamento em si. O que sabemos até agora é que pretendemos fazer o norte da ilha, talvez de ônibus ou pedindo carona. Sabemos também que levaremos Euro porque para trocarmos Dólar, seremos taxadas em mais 10%, além da taxa de câmbio.  E sabemos também que não levaremos mala, só um mochilão, sem os mil e um apetrechos de maquiagem ou de cabelo e muito menos sapatos de salto alto. E lá não tem internet (quer dizer, tem em poucos lugares, por um preço altíssimo), por isso "abandonaremos" o blog enquanto estivermos fora. Não vai rolar sequer foto no Instagram. Arriscaremos procurar um SIM Card -- se rolar, faremos um update no post sobre o uso do celular no exterior. Vamos ver como vamos nos sair, né?

Em Cuba será diferente. Bem diferente. Só uma coisa não mudará: contaremos tudinho, tim tim por tim tim, pra você.

Beijo,



Você também poderá gostar de:

2 comentários

Receba o #SinTrip por email



Curta o #SinTrip no Facebook