#SinTrip

Dia 3: Fortaleza (Ceará) - E a #SinTrip Ceará chega ao fim

sexta-feira, março 01, 2013

Depois de uma manhã torrando na praia, voltamos para o hotel. Assim que chegamos, encontramos a Tarsilla, que já estava nos esperando no Gran Marquise.
Tomamos um banho rapidinho, terminamos de arrumar nossas coisas e fizemos o check-out. Como ainda tínhamos tempo até a hora de ir para o aeroporto, pedimos para deixar as malas no hotel e saímos para dar uma última volta pela linda Fortaleza.

Paramos na famosa sorveteria 50 Sabores, colada no hotel, porque não poderíamos voltar para São Paulo sem provar um dos 50. Pedi um sorvete de dois sabores (R$ 12,00), mas me arrependi. Vem MUITA coisa -- diferente das sorveterias de São Paulo, que colocam uma colher ao invés de uma bola. Escolhi tapioca e castanha de caju. No fim, enjoei e joguei metade fora. :(
Mas é realmente incrível, com pedacinhos de tapioca e de castanha, hmmm! 


Passamos no Pão de Açúcar para sacar dinheiro -- o único lugar ali perto com caixa 24h, a umas 5 quadras do hotel. E caminhamos até o Jardim Japonês (Av. Beira Mar, 3313), uma grande praça, construída para homenagear o primeiro japonês que chegou em Fortaleza, Jusaku Fujita, em 1923. A praça possui 1.900 m² e toda a simbologia japonesa: lagos, nascentes, cascatas e pontes. 


Em clima de Japão, paramos na Barraca do Japa para tomar/comer alguma coisa antes de partir. Lugar feio, com gente feia. Não recomendo em nada!


Como contamos no vídeo, um cara muito doido chegou colocando a mão na comida da Tarsi e aquilo estragou todo o clima do nosso passeio. Pedimos a conta e voltamos para o hotel, para pegar as malas. De lá, tomamos um táxi e partimos para o aeroporto. Nos despedimos da Tarsi e fomos fazer o check-in (numa fila enorme!)
Como já sabíamos que a Gol não ia nos servir nem um refrigerante, passamos no Bob's (ai, não tem McDonald's no aeroporto, fuén) e compramos nossa "marmita". Afinal, sairíamos de lá às 19h e só chegaríamos em Guarulhos às 23h -- é óbvio que ficaríamos com fome, já que almoçamos um sorvete. Ah, sim, neste tipo de voo doméstico, é possível embarcar com comida e bebida na mão. :)


Em Guarulhos, aquele embaço corriqueiro de pegar a mala, esperar o transfer, ir para o estacionamento... 


E, quando chegamos no Airport Park, o carro estava sem bateria. O bom é que eles são bem preparados e fizeram a chupeta (ma ooooe) na hora. Saímos de lá, já passava da meia-noite. Fomos para nossas casas e descansamos de mais uma #SinTrip deliciosa. 
Que venha a próxima! :D

Beijos,




Você também poderá gostar de:

4 comentários

Receba o #SinTrip por email



Curta o #SinTrip no Facebook