Home » , , » Dia 3: Cidade do México (México) - Parte II - Bellini, Teatro de los Insurgentes, Zona Rosa e El Ángel de La Independencia

Dia 3: Cidade do México (México) - Parte II - Bellini, Teatro de los Insurgentes, Zona Rosa e El Ángel de La Independencia

Written By Luciana Sabbag on domingo, abril 29, 2018 | domingo, abril 29, 2018

Depois de percorrer quase 7km da Avenida de los Insurgentes, como contei no último post, cheguei ao World Trade Center, um conjunto comercial na colónia Nápoles, onde combinei de encontrar o David, amigo do meu amigo Juan Pablo, e que já tinha se tornado meu amigo também.


Como cheguei antes da hora, resolvi dar uma voltinha por ali. E conheci a Sears, uma multimarca bem bacana, que tem por toda a Cidade do México.


Britto World é demais, né? Aff! Hahaha. Gostei da Sears, mas não se engane: a loja parece um outlet  americano, só que não é – e obviamente os preços também não são de outlet.

Andei um pouquinho por ali, entrei na Starbucks e aproveitei para falar com o meu pai e tentar resolver o problema do meu ingresso, comprado no Viagogo, enquanto fazia hora até o David chegar.

Ainda no Brasil eu fiz uma reserva para almoçar com meu amigo no restaurante Bellini, o maior restaurante giratório do mundo, reconhecido pelo Guinness Book. Esse restaurante fica no andar 45, no topo do WTC.

Eu tinha visto esse restaurante no Google e queria muito conhecê-lo, mas estava com receio do preço. Pensei em ir sozinha e tomar um drink, só para conhecê-lo mesmo, mas aí, a sorte bateu à minha porta. Um belo dia, estava eu procurando por cupons de desconto na Cidade do México – dica: sempre procure por cupons de desconto na cidade que você vai visitar – e apareceu uma oferta de 50% de desconto no consumo, no Groupon


Eu não fazia ideia do quanto valiam esses preços dentro de um restaurante chique como o Bellini, mas procurei por um cardápio no Google e encontrei uma foto que alguém tirou, que mostrava pratos de MX$ 380 (R$ 65), MX$ 400 (R$ 68)... Preços parecidos com os dos restaurantes bacaninhas de São Paulo, certo?

Decidi, então, comprar o voucher de MX$ 1.000, por MX$ 499 (R$ 85), e convidei o David para almoçar comigo. Imaginei que MX$ 1.000 alimentariam duas pessoas. E esse valor de 85 reais não é nada para duas pessoas em São Paulo.

Como também li que o Bellini é super concorrido, fiz uma reserva pelo OpenTable, já para garantir que eu não teria problemas. O David me avisou que atrasaria uns 15 minutos, então eu subi para segurar a reserva.


O restaurante é muito lindo. É chique, mas tem um quê de cafona. A comida é uma delícia - apesar de terem me recomendado um prato que eu como em casa, né? O gaçom falou tanto do corte da carne e do corte das batatas, francês, rústico etc., que achei que ia comer um prato exótico, a coisa mais maravilhosa do mundo. Quando chegou um bife com batata frita, eu quase o mandei pastar. Mas estava bom. E a margarita de morango estava esplêndida!


Dá uma tonturinha comer ali – não recomendo olhar para a parede – mas é uma experiência bem legal. O preço é salgadinho, então vá preparado. Ainda pagamos uma diferença de cento e poucos pesos em cima do crédito de mil pesos que eu tinha, além da caixinha que é de praxe (10% do serviço). Sem o cupom, a conta teria dado, então, R$ 192. Com o cupom, saiu R$ 106.


Dei ao David de presente uma garrafa de cachaça mineira e um pacote de balas de leite na palha... Coisinhas brasileiras que ele não encontraria no México. Ele adorou! :)

Bellini Restaurante Giratório
Endereço: Montecito 38 Piso 45 WTC, Nápoles, 03810
Telefone: +52 55 9000 8305
Site: bellini.com.mx

Saí do restaurante, passei pelo Polyforum Cultural Siqueiros, que estava fechado e não deu pra eu ver nada, e tomei o metrobus em direção ao Teatro de los Insurgentes, para ver sua fachada que possui um mural de Diego Rivera.


A estação do metrobus é bem na esquina do teatro, mas não dá para tirar fotos dali. Então precisei descer, dar oi ao teatro, e pagar outra passagem para voltar. Valeu a pena. Não é todo dia que a gente vê um mural gigante de Rivera.

Teatro de los Insurgentes
Endereço: Av de los Insurgentes Sur 1587, San José Insurgentes
Telefone: +52 55 5611 4253

Na volta, desci na Glorieta de los Insurgentes e caminhei pela Zona Rosa, um calçadão que lembra a XV de Novembro, no centro de São Paulo, mas cheia de restaurantes, lojas e até baladinhas. A Zona Rosa é caminho para El Ángel de La Independencia, que eu queria muito ver à noite (por causa da iluminação).

El Ángel de La Independencia
Endereço: Paseo de la Reforma y Eje 2 PTE, Juárez, Cuauhtémoc

Depois, voltei para o hotel porque eu precisava dormir cedo. Pra não morrer de fome, atravessei a rua e comi um hambúrguer (hamburguesa) no bar/restaurante La Quimera.


Café Internet La Quimera
Endereço: Calle Avenida República 7, 06030 Cuauhtémoc, CDMX, México
Telefone: +52 55 5535 2208

No dia seguinte, eu tinha que acordar às 4h, então capotei! Mas isso é assunto para outro post. :)

Beijo!

Clique aqui e veja todos os posts sobre a #SinTrip México
SHARE

Sobre Luciana Sabbag

Jornalista, 34 anos, canceriana, chorona. Se emociona com tudo. Vive sem muito planejamento, mas com muitos planos.

0 comentários :

Postar um comentário