Home » » Como montar um roteiro de viagem

Como montar um roteiro de viagem

Written By Luciana Sabbag on terça-feira, junho 04, 2019 | terça-feira, junho 04, 2019

Criar um roteiro pode ser super prazeroso para alguns e um pesadelo para outros. Confesso que às vezes gosto, e às vezes, detesto. Os roteiros de uma cidade só são mais fáceis de se criar, mas quando envolvem deslocamento de cidades, estados e até países, compra de passagens, mudanças de hospedagem, as coisas ficam bem mais complicadas. 

Meu processo de criação de roteiro

Antes de criar um roteiro, eu passo dias folheando, rabiscando, marcando e anotando tudo que eu quero ver, fazer e conhecer. Para isso, eu uso um guia de viagem e um caderninho.


Na minha opinião, não há nada mais prático e fácil para encontrar tudo em um só lugar, de uma só vez, do que um guia de viagem. Se eu preciso de mais informações sobre determinado lugar ou atração, aí vou para a Internet.

Depois de devorar o guia, eu começo a vasculhar os blogs e canais de viagem no Youtube. Faço mais algumas anotações no meu caderninho e, depois, vou para o Google Maps.


No Google Maps, crio um mapa do meu destino. Nele, vou colocando pins em todos os lugares pelos quais quero passar. Com os pins, eu consigo ter uma visão macro da minha viagem e uma ideia de quais atrações eu consigo conhecer quando visitar determinada região.


Feito isso, abro uma planilha no Excel e separo as atrações por dia, de acordo com as regiões (e com os horários de funcionamento, é claro). No primeiro dia, por exemplo, devo visitar a zona sul e a zona oeste da cidade. No segundo dia, visito a zona norte, e assim por diante.


Na planilha eu coloco os horários certinhos, mas é claro que, quando estamos viajando, não precisamos seguir tudo à risca. A planilha serve mais para termos uma base e não perdermos muito tempo caso precisemos visitar algum lugar específico.

Eu também faço uma coluna com observações como preços de ingressos/entradas, endereços, telefone, estimativa de valor de táxi, Uber, tempo de deslocamento, número de reserva...

Faço uma pequena cópia e ando com a planilha na carteira para qualquer emergência e deixo tudo no Google Drive para quando tiver internet e puder acessar.

Nas minhas primeiras viagens, eu levava o guia de viagem comigo, para eventuais consultas, mas confesso que nunca os usava. Em Cuba, usei bastante, porque não tinha acesso à Internet. Mas hoje em dia, basta ter tudo anotadinho para não precisar andar com esse peso debaixo do braço. Deixo o guia de viagem em casa e au revoir!

E você? Como cria o seu roteiro?

---

Veja mais dicas de viagem em Leve com Você

---


amarelo 728x90 728x90 1  728x90 Viaje pelo Mundo- 728x90
SHARE

Sobre Luciana Sabbag

Jornalista, 35 anos, canceriana, chorona. Se emociona com tudo. Vive sem muito planejamento, mas com muitos planos.

0 comentários :

Postar um comentário