Home » , , » Dia 8: Havana (Cuba) - Banho de mar no Malecón e noite épica na Casa de La Música

Dia 8: Havana (Cuba) - Banho de mar no Malecón e noite épica na Casa de La Música

Written By Ana Raquel on quarta-feira, dezembro 12, 2012 | quarta-feira, dezembro 12, 2012

Nossa última tarde em Havana não poderia ter sido melhor e mais tranquila. Depois de um dia inteiro batendo perna, tive a brilhante ideia de tomar um banho de mar no Malecón. "Ai, Ana, não viaja. Não tem praia no Malecón". Não tem mesmo, mas para tomar banho de mar só é necessária uma coisa: o mar. ;)



Depois de ficar encharcada (a câmera salvou a Lu de se molhar mais), fomos até uma vendinha próxima ao hotel e compramos dois potes enormes de sorvete e ficamos ali na frente do hotel, só observando o movimento. 

A saga do menino e a bola embaixo do carro
Entramos e descansamos um pouco antes de nos arrumarmos para fazer alguma coisa aquela noite. Descemos para o bar do hotel para esperar uma pessoa, mas, assim como já havia acontecido outras vezes, aprendemos na marra que cubanos podem não aparecer quando combinam e também não darão muita satisfação a respeito. Bom, c'est la vie. Perguntamos na recepção e novamente nos indicaram a Casa de La Música, onde já havíamos assistido a um show dos Los Van Van.

Chegamos e, na porta, já havia uma fila enorme, mas com uma turma bastante diferente do dia em que fomos. Acho que o preço da entrada interfere diretamente nessa questão, obviamente. Ficamos por ali ainda sem saber o que rolaria na balada, mas resolvemos entrar. Pagamos CUC$ 10 e descobrimos que aquela noite teria uma espécie de animação de um grupo que chama P.M.M. É basicamente um bonitão de calça justa que traz umas tchutchucas que ficam dançando no palco e agitando a galera. O som que estava tocando era pop e Michel Teló. hahahaha


Em determinado momento, o apresentador perguntou de onde eram as pessoas. Nesse momento, estávamos bem na frente e gritamos "BRASIL". Para a nossa surpresa, ele falou para irmos para a frente e o DJ colocou um samba. Meu pai amado! Entramos na brincadeira e as recalcadas todas ficaram vendo a gente sambar nos divertimos horrores. Mas a brincadeira não acabou por aí. Ele falou "agora vocês fiquem aqui para a gincana". Oi? Que gincana?


Sim, meus queridos e estimados leitores. A Luciana e eu entramos em uma gincana e deveríamos dançar vários ritmos com CUBANOS. Sim, cubanos. Eu, que não sou muito de dançar em par, congelei e pensei "ferrou" (na verdade, não foi isso, mas deu para entender, né?). Eu fiquei com dó do menino que veio dançar comigo e ele já fez aquela cara de "ih, essa aí não vai dançar nada" quando me viu. Não tirei a razão dele, tadinho.

Bueno, dito isso, abaixo é possível apreciar um vídeo com o registro das performances individuais -- sim, individuais --, e votação. Continuei linda e dançarina no concurso:


Chegamos ao ponto alto da noite, que foi um momento de superação para mim (e força extrema para quem participou deste momento comigo). Quando eu soube qual seria a tarefa final dos casais que estavam ali, eu quis sair correndo. Gente, vou contar qual é, porque, assim, eu tenho completa noção do meu tamanho e do meu peso e não, não é  brincadeira. O George, meu par, é o garoto mais doce do mundo e foi tão gentil, tão gentil, que não pude dizer não.

Eu, derretida, e o George, meu par no concurso de dança
Darei uma dica, apenas: cena principal do filme Dirty Dancing durante o baile final. Fiquem com esta:


Sim, meu querido leitor, meu momento de glória aconteceu em uma noite quente em Havana. E o número quatro nunca mais foi esquecido...


Contrariando a maioria e sambando na cara do recalque SIM, EU GANHEI! GANHEI UM CONCURSO DE DANÇA EM CUBA! hahahaha. Ganhamos uma caixa de cerveja e um par de convites VIP para voltar à balada. Deixei tudo com o George, claro, que mais tarde veio dançar de novo com a gente.


Só posso dizer que foi uma das noites mais divertidas que tivemos em qualquer viagem que já fizemos e fechamos nossa estada em Cuba assim, rindo horrores e pagando micos que nunca pensamos pagar.

O apresentador e o dj nos amaram e, além de falar do Brasil o tempo todo, colocaram vários sambas e, ainda de quebra, lançaram um Gusttavo Lima e Michel Teló. Duvida?




Festa estranha, gente esquisita e um monte de memórias para guardar para sempre!


Até mais!


SHARE

Sobre Ana Raquel

Jornalista, 35 anos, canceriana, chorona. Se emociona com tudo. Vive sem muito planejamento, mas com muitos planos.

5 comentários :

  1. E a cada post que leio, tenho mais e mais vontade de conhecer Cuba ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raissa!

      Eba! Vamos aumentar essa vontade, então. É uma viagem muito diferente, já deu pra perceber, né? Continue acompanhando, porque na semana que vem começamos os posts com dicas sobre Cuba e daí você já pode começar a se planejar. :)

      Beijo!

      Excluir
  2. Estou adorando os posts de voces,que legal,um dia tambem quero ir a Cuba,beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ola meninas ! O blog de vcs tem sido minha leitura diária sagrada desde que o descobri !! Leio e assisto os vídeos antes de dormir, quando meu marido ouve as risadas da Luciana já pergunta: é aquele blog de novo né?? kkkkkk
    Comecei a pesquisar sobre Cuba e preparar meu roteiro para março de 2014.. gosto de planejar bastante, deu pra perceber né? Achei o relato de voces maravilhoso, cheio de detalhes, muito engraçado !! Dou muita risada.
    Quero fazer um pouco diferente, quero alugar um carro e percorrer o máximo da ilha em 20 dias, sou fascinada por história, e como todos dizem, Cuba parou no tempo, deve ser uma sensação indescritível percorrer aqueles lugares históricos como se tivesse voltado no tempo... pra fazer tudo que eu gostaria precisaria de uns 2 meses de férias, maaaaas, estou tentando resumir meus planos rsrs
    Beijos pra voces !!!!

    ResponderExcluir