Deir El Qamar

Dia 6: Deir El Qamar (Líbano)

quinta-feira, março 22, 2012

Na terça-feira, acordamos cedo porque havíamos planejado fazer um tour pelo centro histórico de Beirute, por uma agência de turismo parceira do hotel. Na noite anterior, antes de subirmos para o quarto, pedimos para o recepcionista do hotel, o gato Haissam, agendar o passeio para nós. A van do tour passaria para nos buscar às 7h45.
Fomos tomar café às 7h30, correndo, engolindo tudo sem nem mastigar, pra poder estar na porta do hotel no horário marcado.


Muito bom o café da manhã, por sinal. E está incluso no valor da diária.
Assim que terminamos, fomos lá pra fora esperar a van. Passaram-se 10 minutos, 15 minutos, 20 minutos... até que nos demos conta de que estavam se esquecendo de nós. Fomos para a recepção e pedimos para o cara do hotel ver o que havia acontecido. O recepcionista bonito da noite simplesmente não marcou nosso passeio. Ele entendeu que faríamos o tour com nossas amigas do Líbano. Oi?
Tudo bem. Um dos taxistas da frente do hotel nos abordou e perguntou se gostaríamos de fazer o tour de taxi, com um taxista chamado Ahmed, com inglês fluente. 
Nós pagaríamos, pela van, 35 dólares cada uma para conhecermos somente o centro histórico de Beirute, e 65 dólares cada uma para conhecermos a cidade de Beiteddine. O taxista nos ofereceu um pacote de quatro cidades, incluindo a reserva de Cedros (que era um dos mais caros do tour) por 100 dólares ao todo. Estávamos receosas, mas topamos. Valia muito mais a pena!


Fomos subindo as montanhas e, pela primeira vez na minha vida (na da Ana não), eu vi a neve. Ainda estava longe dela, mas eu já estava tão feliz... 
As estradas do Líbano são tensas. Curvas e nada de guard rail. Além disso, o povo corre horrores e os mais ousados se arriscam em ultrapassagens perigosas. Por isso, minha dica: não dirija no Líbano. ;)


Então, o primeiro lugar onde chegamos foi a cidade histórica de Deir El Qamar, no Monte Líbano. 
Deir El Qamar foi a primeira capital do Líbano, até o século 18, quando Emir Bechir II Chehad mudou a capital para Beiteddine. Tudo lá é preservado: desde as arquiteturas feudais até os jardins pitorescos. 


Visitamos a Dany Chamoun Square (também conhecida como Midane), que é uma praça central, onde há uma fonte de água potável, instalada desde o século 19. Legal é ver os moradores levando suas garrafas para enchê-las de água. :)

Fonte de água potável da Dany Chamoun Square
Na praça, há um Souk (mercado) com lojas e restaurantes mais modernos. Também há um palácio chamado The Palace of The Emir Younes Maan e a Fakhreddine Ist Mosque (mesquita), que foi construída em 1493 e restaurada no século 16. Próxima a esta mesquita há uma sinagoga, que foi construída no século 17 para atender ao povo judeu que vive por ali.

The Palace of The Emir Younes Maan
Fakhredinne Ist Mosque
Outro palácio que visitamos foi o Palace of Emir Ahmed Chehab (Gergis Baz), que foi construído por Emir para sua esposa em 1755. Depois de sua morte, o palácio foi vendido para Gergis Baz, uma figura política importante da época.

The Kaïssarlyyeh
Emir Youssef Chehab's Palace
Vista linda de Deir El Qamar

Há muitos outros palácios e pontos históricos em Deir El Qamar, mas não conseguimos visitar todos porque tivemos que seguir caminho. Se quiser conhecer mais sobre estes locais, acesse o site oficial da cidade e saiba, também, quem foram essas pessoas tão importantes para a história do Líbano.
Não há nada para fazer na cidade, além de adquirir cultura com a história local. Mas gostamos bastante.

Beijos,
Lu

Você também poderá gostar de:

0 comentários

Receba o #SinTrip por email



Curta o #SinTrip no Facebook