Harissa

Dia 7: Jounieh e Harissa (Líbano)

sexta-feira, março 30, 2012

Se havia algo no Líbano que eu não queria deixar de ver por nada, como boa católica que sou, esse algo era a imagem de Nossa Senhora do Líbano que fica no alto de Harissa, um vilarejo no alto de uma montanha, a 650 metros do nível do mar (no distrito de Keserwan). Posso comparar esta imagem com a do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro: as duas ficam lá no alto e são vistas por grande parte da cidade. 

Em Harissa há, além da capela de Nossa Senhora do Líbano, uma grande igreja maronita e a basílica católica grega de St. Paul.  
Para subir até Harissa, é preciso pegar o teleférico, que fica em Jounieh, uma outra cidade, na costa do país. Dá pra ir de carro também, mas a viagem é longa demais e não tem o mesmo charme. Curiosidades: Jounieh é considerada a maior cidade cristã maronita do mundo todo e sua baía, a mais bonita do Líbano.


Se você tem medo de altura como eu, prepare-se: o caminho do teleférico é longo e muito, mas muito alto! Eu, na verdade, tenho pavor. Chorei, me descabelei e achei que fosse morrer do coração, mas consegui chegar em Harissa. Afinal, depois que entrei, não havia mais nada a fazer senão esperar para chegar do outro lado, não é mesmo? A Ana, coitada, ficou tentando me acalmar, mas acho que nem um vidro inteiro de Rivotril me deixaria tranquila nesse teleférico. Eu só imaginava o momento em que ele fosse quebrar e não teríamos como sair dali nunca mais. :P

Subindo!
Subindo!
Saindo de Jounieh
Chegando em Harissa
Imaginou ir de uma cidade a outra em um teleférico?
Aí, quando terminou o caminho do teleférico, achei que tínhamos chegado, mas não! Ainda havia um trenzinho vertical que nos levaria à igreja e à imagem da santa.


Eram muitas emoções e eu não aguentava mais. Então não quis entrar no trenzinho e subimos o resto à pé (parando de 10 em 10 passos porque a subida é tensa!).
Na entrada da igreja, paramos para descansar. Para chegar à santa, precisaríamos subir mais uma boa leva de degraus.


Subimos. E eu me debulhei em lágrimas. Tudo junto misturado: emoção, medo de altura, felicidade...


Mas diga se este lugar não é incrível!

Vista de Harissa (ao fundo está Beirute)
Nossa Senhora do Líbano 
Vista da imagem da Nossa Senhora do Líbano
Ana e a basílica de St. Paul
Muito bem. Depois desse turbilhão de sensações, pegamos o trenzinho e o teleférico de volta a Jounieh. E eu já estava mais calma...


Jounieh fica a 16 Km ao norte de Beirute e é bem conhecida por sua nightlife. Pena que não tivemos a oportunidade de conhecer os bares de lá. Estava muito frio, já anoitecendo e estávamos muito cansadas (tanto que nem quisemos ir para Biblos). Decidimos voltar para Beirute, onde visitamos a marina e o centro histórico -- temas do próximo post.

Beijos,




Você também poderá gostar de:

0 comentários

Receba o #SinTrip por email



Curta o #SinTrip no Facebook